Nyah! Fanfiction

Mais Além De A Usurpadora escrita por Kah

Capítulo 25
Capítulo 25 La Otra Perra

Os dias passam com Carlos Daniel e Paulina naquela eterna lua de mel, ate que no ultimo dia da viagem Carlos Daniel e Paulina decidem ir jantarem num luxuoso restaurante para comemorarem a viagem. O jantar transcorre num clima muito agradável e romântico.

Paulina se levanta da mesa para ir ao banheiro e quando volta ela vê Carlos Daniel conversando com uma mulher que esta sentada justamente no seu lugar, e conversando alegremente com Carlos Daniel que parece a conhecer muito bem, uma pontada de ciúmes a faz ir rápido para a mesa parando ao lado do marido.

– Meu amor, que bom que voltou. – Carlos Daniel diz se levantando e passando uma mão em volta de sua cintura – Quero que conheça uma grande amiga minha, Isabel.

Paulina olha Isabel se levantar e estender sua mão para cumprimentá-la, leva alguns segundos para que ela reaja e a cumprimente também.

– De onde vocês se conhecem? – ela pergunta olhando seriamente para Carlos Daniel.

– É... – ele diz desviando o olhar do dela – é uma longa historia meu amor, depois eu te conto.

Os três continuam de pé se olhando entre si num clima tenso, ate que Paulina quebra o silencio.

– Meu amor, - ela diz o olhando – estou com um pouco de dor de cabeça, acho melhor voltarmos pro hotel.

– Claro minha vida, - ele diz beijando seus lábios.

Isabel os observa.

– Isabel, - Carlos Daniel diz – nós já estávamos mesmo de saída, foi muito bom encontrar você, espero que possamos nos encontrar novamente.

– Claro Carlos Daniel. – ela diz dando um beijo no rosto de Carlos Daniel.

Paulina respira fundo.

– Foi um prazer conhecer a esposa de Carlos Daniel, - Isabel diz olhando Paulina e sorrindo – ele não exagerou quando falou que você era muito bonita.

Paulina da um sorrisinho irônico para Isabel.

– Mas sua beleza é muito maior por dentro, - Carlos Daniel diz olhando apaixonado para a esposa – Paulina é surpreendente.

– Tenho certeza que é. – Isabel diz olhando Paulina.

– Vamos meu amor? – Paulina diz pegando no braço de Carlos Daniel e olhando Isabel – Adeus Isabel.

– Bom acho que adeus é muito forte, - Isabel fala sorrindo – eu vou me mudar para a capital no mês que vem, talvez nos encontremos.

– Claro Isabel, quando você chegar na capital nos procure na fabrica Bracho. – Carlos Daniel diz e Paulina aperta o seu braço – Ate logo Isabel.

– Ate Carlos Daniel. – ela diz com um sorriso nos lábios.

No caminho ate o hotel Paulina não fala nenhuma palavra, apenas olha a cidade pela janela do carro, Carlos Daniel não desvia o olhar da esposa.

Ao entrarem no quarto Carlos Daniel a abraça.

– Por que você agiu daquela forma com Isabel meu amor?

– Eu estou com dor de cabeça Carlos Daniel, vou me deitar. – ela fala se soltando dos seus braços.

– Você ficou com ciúmes minha vida? – ele pergunta sorrindo a abraçando novamente e a beijando com desejo fazendo-a estremecer.

Aquele beijo faz com que Paulina se sinta tão amada que ela não ver razão para ter ciúmes de Carlos Daniel, apenas um beijo dele lhe faz ter certeza que eles pertencem um ao outro e nada mais.

– Me desculpa meu amor, - Paulina diz olhando profundamente nos olhos do esposo – não sei o que me deu pra agir daquela forma.

– Tudo bem amor meu, - ele diz puxando o corpo de Paulina para o seu – agora deite-se e descanse um pouco.

– Mas você não me disse de onde conhece Isabel, parece que se conhecem tão bem e você nunca me falou dela.

– Bom Paulina, - ele diz com o olhar fixo no dela – não vamos falar disso agora, hoje é a nossa ultima noite aqui e esses dias foram perfeitos.

– Ta bom meu amor, - ela diz passando os braços pelo seu pescoço e o beijando – vamos esquecer tudo e aproveitar nossa noite.

– Exatamente vida minha. - ele diz sorrindo apertando-a contra seu corpo.

Paulina olha profundamente para Carlos Daniel e o abraça.

– Eu não quero te perder nunca Carlos Daniel, nunca.

Carlos Daniel puxa delicadamente seu queixo para cima e pressiona seus lábios nos dela.

– Porque isso agora meu amor?

– Eu não sei o que é Carlos Daniel, mas fiquei com muito medo de te perder.

– Eu nunca vou te deixar, não poderia viver sem você.

– Eu te amo tanto Carlos Daniel, tanto que chega a doer.

– Eu também vida minha, - ele diz acariciando o rosto de Paulina – e o nosso amor é tão puro e intenso que nada nem ninguém vai nos separar.

Paulina passa a mão pela nuca de Carlos Daniel puxando-o e o beija, Carlos Daniel também leva sua mão ate a nuca de Paulina, e com a outra puxa sua cintura colando seu corpo no dele.

– Eu te amo demais Paulina, amor meu, vida minha. – ele diz beijando todo o seu rosto e voltando para os seus lábios.

Na manha seguinte Carlos Daniel desperta Paulina beijando seu pescoço e descendo pela suas costas. Paulina se mexia com cada toque dos lábios de Carlos Daniel na sua pele, ate que abriu os olhos com um sorriso na boca.

– Hora de levantar meu amor, - Carlos Daniel diz olhando-a com um enorme sorriso – temos que comprar os presentes das crianças, e nosso vôo sai as 15:00.

Paulina se espreguiça na cama, Carlos Daniel a olha sorrindo alto e a beija.

– Vamos Paulina, não me faça ter que te tirar da cama.

– Só mais um minuto Carlos Daniel, - ela fala se virando na cama e fechando os olhos.

Carlos Daniel a pega nos braços, levantando-a da cama. Paulina sorri se abraçando a ele enquanto Carlos Daniel vai em direção ao banheiro.

– O que vai fazer meu amor?

– Vamos tomar um banho, já estamos sem roupa mesmo, - ele diz sorrindo – acordou muito preguiçosa hoje minha vida.

– Você que me acostuma mal. - ela diz enquanto ele a coloca em pé de frente pra ele debaixo do chuveiro.

Carlos Daniel liga o chuveiro e aperta Paulina contra seu corpo, a água escorre pelo seus corpos, seus lábios se encontram com suavidade e desejo, as mãos de Carlos Daniel percorrem a extensão das costas de Paulina parando na sua cintura, Paulina leva a mão ate a nuca de Carlos Daniel e o beijo se torna intenso e molhado.

– Acho que vamos ter que esperar mais um pouco pra comprar os presentes das crianças. – ela diz se afastando ofegante.

– Bom, acho que ainda temos bastante tempo. – ele diz com seu sorriso malicioso.

Carlos Daniel fecha o chuveiro e a pega novamente nos braços levando-a de volta para cama.




Versão clássicaControle Parental